23.10.14

Texto: Silêncio estridente

Ponywelt | via Tumblr

Se ela parasse para escrever tudo que estava sentindo tenho certeza que desabaria. Não existiria folhas o suficiente que coubessem tudo que ela gostaria ou iria escrever. Tudo seria pequeno em comparação ao seu grande sentimento, e a sua grande mágoa. Olhando ela de longe dava para ver que sua tristeza não estava estampada em seu rosto, não ainda. Ela se mantinha forte, rude, e tinha certeza que ela não contaria para ninguém o que sentia.

Mas confesso que não era muito difícil de se imaginar o que passava na cabeça daquela menina. Já sabemos que a soma de um desamor mais um coração partido resulta em uma mente turbulenta, passando milhares de coisas pela cabeça mas não saindo um único fio de voz de sua boca. Eu sei que por trás daquele silêncio só havia uma garota que gostaria de gritar .Gritar alto, com força. Gritar para que qualquer um que passasse pudesse ouvir e falar ''O que ela tem?''. Ela queria que os outros perguntassem, queria que os outros conseguissem suprir a falta que uma vez uma pessoa não conseguiu.

Parar para observa-la por dias, horas, minutos ou segundos era previsível. Era apenas mais uma menina que de tanto sonhar ser diferente se tornou igual e indiferente. Era só mais uma menina da mente ocupada e do coração franzino, que carregava consigo um desejo imenso de gritar ao mundo suas dores. Visivelmente, era só mais uma menina que aparentava ser .. normal.

11 comentários: