17.12.13

Texto: Agradecimento aos questionamentos


A garota de tantas respostas agora somente elaborava perguntas. Nenhuma respondida, claro, mas já era de costume. Tomei o habito de perguntar sobre tudo, amor, amizade, família, futuro..Entretanto por muitas vezes me senti uma cigana. Admito ter sido rebelde ao me deparar com essa situação e não tomar uma atitude mais corajosa. Entre questionar e ser questionada, é claro, que escolhi a primeira opção.

Aprendi que reparando com calma e talvez até com outros olhos as coisas não sejam tão ruins assim. Na verdade, nunca são. Nos meus questionamentos sobre a vida percebi o quão curiosa ela pode ser. E que é realmente difícil esperar qualquer coisa boa quando só se enxerga os lados ruins. Aprendi/percebi que a felicidade pode ser uma opção, onde você pode optar por continuar triste ou forçar um sorriso.

E aquela frustração toda por não ter um final feliz foi a mais rápida de ser resolvida, só sentei e percebi que ainda não havia um final feliz simplesmente porque não havíamos nem começado a história. Tão simples e tão rápido perguntas traziam consigo as respostas, o que hoje era um dia ruim amanhã se tornara uma justificação para aquilo tudo.

Sem pressa mas com bons olhos minhas perguntas continuaram. Desta vez estava um pouco mais confiante e satisfeita com minha escolha. Cada pergunta trazia consigo uma história, era como um ''por trás das câmeras'' da vida real. Percebi ainda o poder que eu continha sobre elas, da mesma forma que eu perguntara, eu poderia responder. Então a única coisa que me restava era agradecer aos meus questionamentos. Por tudo que eles não me responderam, mas ensinaram e mostraram...

Questione a vida, escolha as respostas que você gostaria de ter e então lute para que eles façam parte da sua realidade. Seja o autor não só da sua vida, como das suas respostas. 


20 comentários: